quarta-feira, 17 de maio de 2017

10 momentos-chave do trailer de Star Trek: Discovery



Em primeiro lugar, é preciso dizer que a espera foi longa mas valeu a pena. O trailer de Star Trek: Discovery divulgado hoje no evento anual onde a CBS dá uma prévia sobre os novos programas e novas temporadas arrebatou a internet e já causou diversas polêmicas entre os fãs. Desde a incoerência da estética em relação ao período no tempo onde a história se desenrola (10 anos antes de Kirk, Spock e Enterprise), até o uso de lens flare que remetem ao universo de Star Trek reimaginado por JJ Abrams. Polêmicas à parte, vejamos alguns elementos interessantes que podemos identificar no trailer, que você pode ver aqui (sem legendas) e na versão menor da Netflix Brasil legendado em português aqui

O que importa é que as expectativas estão em velocidade de dobra! Depois de mais de uma década, Star Trek está acontecendo de novo no seu habitat natural, a TV. Está acontecendo! Está acontecendo! Veja alguns aspectos importantes que o blog pinçou no trailer lançado hoje.

Aparentemente, a missão começa nos limites do território da Federação. Com toda a sorte de problemas que isso pode trazer. Aliás, a temática de fronteiras parece estar em alta no universo de Star Trek, vide Star Trek Beyond. Mas não foi sempre sobre isso que Star Trek tratou? A Fronteira Final. Na cena, vemos Burnham emulando Spock em sua jornada V'Ger adentro...



A primeira-oficial Michael Burnam (Sonequa Martin-Green) aparentemente foi criada entre vulcanos, o que garante um conflito interno muito interessante, com grande potencial dramático. Além disso, vemos a perspectiva inversa de Spock, um vulcano (ao menos no aspecto cultural) em conflito com seu lado humano. Desta vez a personagem será uma humana em conflito com sua faceta vulcana. 

A pequena Burham entre vulcanos

Por falar nisso, talvez, a exemplo de Enterprise, os Vulcanos voltem a ter o protagonismo que não tiveram em TNG e DS9. Vida longa e próspera aos vulcanos e a Discovery!



Outro aspecto central da série e que salta aos olhos nas poucas (e boas) imagens que pudemos ver até agora é o protagonismo feminino, nas figuras da capitã Georgiou (Michelle Yeoh) e sua primeira-oficial Michael Burnham. As cenas entre as duas prometem alguns dos momentos altos de Discovery. Certamente, a nova encarnação de Star Trek será aprovada com louvor no Teste de Bechdel. Isso sem falarmos no fato de que a série será liderada por uma mulher negra e por uma mulher oriental. Representatividade importa!

Personagens femininas fortes no centro de Discovery
Klingons! Talvez os vilões mais queridos de Star Trek estão de volta, com tudo e com muito estilo (embora exista toda a problemática da sua aparência...). Uma das cenas mais impactantes do trailer mostra um klingon urrando voltado para cima, como costumam fazer estes nobres guerreiros quando um dos seus morre. 



O sárcofago klingon! Ele existe, ele é real, ele estará nas nossas telas daqui a poucos meses! Devemos lembrar daquelas primeiras artes conceituais (que foram criticadas pela maior parte dos trekkers) aparecidas há mais de um ano e que justamente indicavam esse flerte com a arte egípcia para a cultura klingon. Nunca esquecendo que as Aves-de-Rapina possuem elementos inspirados na arte do Egito Antigo.



De novo ela, a nossa "number one" mais querida de todos os tempos da última semana: Michael Burnham. Ela é badass e não tem medo de questionar as ordens de sua capitã. Veremos bons embates entre essas duas. Na verdade estou ansioso por isso! Nunca mais um reles secretário da capitã como foi Chakotay!

Burnham será uma primeira-oficial provocadora

O link com TOS estará presente em todo o momento. Afinal, a série é uma prequel imediatamente anterior aos eventos que amamos na série original. A tarefa de Discovery será entregar o espaço da Federação para Kirk, Spock e Enterprise. Estarão a altura desta tarefa? Veremos.




Novas espécies, novas culturas, novas civilizações. Outro papel importantíssimo de Discovery: abastecer fartamente o cânon de Star Trek com novos e maravilhosos aliens, sejam da Federação ou não. Mais uma vez vemos problemas à frente, já que criar espécies e eventos muito significativos sempre deixará o trekker pensando, como já fez ao assistir Enterprise: uou, tudo isso e nunca foi mencionado na série original? O risco de inverossimilhança é grande.




E por fim, mas não menos importante... Georgiou é a capitã da nave USS Shenzhou. Bom, talvez a nave seja destruída e a capitã assuma a novíssima USS Discovery...



2 comentários:

  1. Os andorianos não são mencionados?

    ResponderExcluir
  2. Com respeito ao Teste de Bechdel, tudo bem, mas há algumas excepções, uma saga de SF que começa com cinco mulheres protagonistas:
    http://www.recantodasletras.com.br/contosdeficcaocientifica/5836436
    http://sarracena.blogspot.com.br/2009/09/mundos-paralelos-capitulo-i-11.html
    http://sarracena.blogspot.com.br/2009/10/mundos-paralelos-capitulo-i-12.html
    E etc.
    VL&P

    ResponderExcluir